Prefeito e presidente da Câmara elogiam trabalho do pré-candidato; Cariri foi a primeira cidade na região a ser visitada em agenda se estende até sábado – Foto:  Joselita Matos

O pré-candidato ao governo do Estado e prefeito licenciado de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR), 56 anos, retomou, nesta quarta-feira, 17 de janeiro, a sua agenda de visitas aos municípios tocantinenses nesta semana, desta vez na região Sul do Estado. A primeira cidade da região a ser visitada foi Cariri do Tocantins, onde foi recebido pelo prefeito da cidade, Júnior Marajó (PV), pelo vice-prefeito Marcelinho (PV), pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Gero Laimer (PR), vereadores e lideranças políticas. Tanto o prefeito, quanto o presidente da Câmara, indicaram respaldo total à uma eventual candidatura de Dimas ao comando do palácio Araguaia.

Na reunião, o presidente da Câmara Municipal de Cariri, Gero Laimer (PR), disse que fez uma pesquisa rápida, por telefone, para algumas pessoas que moram em Araguaína. “Liguei para sete pessoas, seis falaram muito bem da sua gestão. Fiz essa pesquisa, pois dessa forma falando com o povo a gente pode tirar um pouquinho mais de aprendizado do que o senhor vem fazendo”, explicou. “Vossa senhoria pode sim se tornar o nosso governador”, completou o presidente.

Ainda segundo o vereador, Araguaína está entre as três melhores cidades do Tocantins, sendo referência no Norte do Estado, no Pará, Maranhão. Também falou sobre a trajetória de Dimas no Tocantins. “Também posso falar com propriedade a sua história, pois não é simplesmente prefeito. Já tem história pelo Tocantins, já fez parte de algumas entidades no Tocantins”, disse Laimer.

VEJA TAMBÉM
Dimas anuncia investimentos em parceria com o Estado

“As escolhas não devem mais, não podem ser mais feitas avulsas, pois em escolhas erradas, as consequências são dolorosas. A nossa população é sábia. O nosso povo é sábio”, afirmou o presidente da Câmara. “Hoje nós temos um mecanismo que se chama internet, o telefone está no bolso, e dessa forma você consegue, dentro de 30 segundos, saber o que o Ronaldo Dimas fez no Estado do Tocantins nos últimos 20 anos. Ronaldo é um homem capaz, se não Araguaína não tinha lhe concedido os mandados”, finalizou.

Prefeito
O prefeito de Cariri do Tocantins, Júnior Marajó, afirmou que Dimas tem o total perfil para administrar o Estado. “Você chegando lá, faça diferente, faça coletivo, faça para o Estado, faça igual o que você está fazendo para Araguaína, faça o belíssimo trabalho que você está fazendo”, declarou.

Dimas conversando com o presidente da Câmara (camisa azul) e o prefeito de Cariri (camisa branca)

“Visitando Araguaína, dá para perceber que mudou. E é isso que o nosso país está precisando nesse momento, de pessoas empreendedoras, de pessoas que tem compromisso e responsabilidade. E você tem total perfil para administrar esse Estado”, afirmou o prefeito.

VEJA TAMBÉM
Em Araguaína, Dimas inicia novo mandato priorizando ações de Segurança Pública

Propostas
Dimas comentou sobre as emendas impositivas da bancada federal do Tocantins que podem ser repassadas aos consórcios intermunicipais e desta forma ajudar os municípios de acordo com a necessidade de cada um. “Propostas que a gente pode começar a trabalhar desde agora”, disse.

Dimas reforçou ainda sobre a reestruturação do Ruraltins, quando foi questionado qual seria a sua proposta para fixar o agricultor familiar no campo

O pré-candidato reforçou ainda sobre a reestruturação do Ruraltins, quando foi questionado qual seria a sua proposta para fixar o agricultor familiar no campo. “Manter as estradas em boas condições para escoamento da produção e também levar os estudantes para escola. Além disso dar assistência técnica. Hoje o Ruraltins está totalmente desestruturado, é preciso reestruturá-lo, para dar o apoio técnico necessário para o homem no campo”, explicou Dimas.

Na segunda-feira, o pré-candidato já tinha manifestado sua total preocupação com a falta de investimentos da Seagro (Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e da Pecuária) no ano passado. A pasta pagou menos de R$ 700 mil – apenas e 2,96% dos seus gastos – em 2017 em investimentos. “Não podemos ter uma secretaria de Agricultura e Pecuária, principais áreas da economia do Estado, que pague apenas R$ 689 mil em investimentos durante todo o ano de 2017”, ressaltou.