Da Redação JM Notícia

Lula será julgado no Tribunal Regional Federal de Porto Alegre (Foto: DOUG PATRÕCIO/BRAZIL PHOTO PRESS/AE)

Muitos acreditam que, se for condenado na próxima quarta-feira (14), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será preso. Porém, ao menos 17 réus da Lava Jato já tiveram suas condenações confirmadas no Tribunal Regional Federal e continuam soltos aguardando os recursos na própria corte. 

Segundo informações da FOLHAPRESS, apenas três acusados soltos tiveram a prisão decretada dedes o início da operação, há quatro anos, por conta da conclusão de seus processos em segunda instância. Esse mesmo tipo de situação pode acontecer com Lula. 

Um exemplo de quem ficou aguardando o recurso antes de ser preso é do ex-ministro José Dirceu que foi condenado pelo juiz Sérgio Moro em 2016. Sua pena foi confirmada pelo Tribunal Regional e setembro do ano passado, mas ele conseguiu no Supremo Tribunal Federal no ano passado o direito de responder ao processo em liberdade. 

Outros nomes como o ex-sócio da empreiteira Engevix Gerson Almada, executivos da Mendes Júnior e Galvão Engenharia também foram condenados, presos, e agora respondem em liberdade. Outros, também condenados, estão em liberdade graças a habeas corpus obtidos no Supremo. 

Entre os condenados e presos temos o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, que é réu na mesma ação de Lula e em outros processos. Ainda há outras 25 pessoas em prisão preventiva (sem prazo determinado) sob ordem de Moro. 

A Operação Lava Jato já condenou 110 pessoas, apenas três delas foram absolvidas pela corte com sede em Porto Alegre (RS) onde Lula será julgado na próxima semana.