Da Redação JM Notícia 

Suspeito foi contratado para fazer prova em nome de outra pessoa

Na tarde deste domingo (21) a Polícia Federal prendeu um homem suspeito de fazer a prova do Exame Nacional da Ordem dos Advogados para outra pessoa. A prisão aconteceu no local da prova.
Segundo informações do G1, os fiscais desconfiaram que o homem utilizava documentos falsos e assim o esquema foi descoberto.

Sem revelar o nome do suspeito, a reportagem declarou apenas que ele é servidor do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo.

Ao que parece a fraude foi realizada nas duas fases de exames da Ordem, a primeira foi aplicada em novembro e a segunda neste domingo.

A PF informou que o suspeito já responde por crime semelhante, cometido em 2015, em Minas Gerais.

O homem foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas. Ele é o candidato que o contratou irão responder pelo crime de uso de documentos falsos.