Por – Francisco Vieira Vieirinha

Publicitário/Jornalista DRT – 0001018/TO

Não basta ser racional, tem que ter a razão que seja de forma inteligente, por incrível que pareça algumas siglas partidárias estão cada vez mais longe da confiança da população, principalmente aqueles partidos e nomes de políticos indiciados em corrupção, sem generaliza-los.

É fácil reconhecer quando um corrupto está na mídia, ele desaparece do povo achando que a melhor tática é ficar fora dos holofotes. A população é definitivamente ativa na era digital, onde todos se expressam pelas redes sociais e cada cidadão pode sair do anonimato expressando-se com suas próprias palavras e atitudes que devem ser tomadas.

Entendemos porque este desconforto geral da população que acreditou e se fez doar por inteiro no projeto político de partidos que só fortaleceu projetos individuais e agora os incomodados em ano de eleição correm na busca da melhor imagem para o ciclo vicioso que possa embair o eleitor compartilhando novas marcas e balelas.

O eleitor sabe que é preciso refazer o caminho inverso que fez o eleitor mal acostumado por políticos corruptos e por isso, vão negociar o voto. Não podemos viver como uma manada que anda de forma aleatória. O povo está saturado disto e bom seria se, todos, refletissem na atual situação, antes que ninguém queira mais saber de representatividade política e as eleições torne-se um vale, vai quem quer. E tenho dito.

COMPARTILHAR