Da Redação JM Notícia

% dos céticos declaram que oram na esperança de terem seus problemas resolvidos (Foto: Pixabay)

A instituição cristã Tearfund encomendou uma pesquisa ao instituto ComRes, ambos do Reino Unido, para saber o comportamento das pessoas diante de momentos de crise.

Segundo o levantamento, uma a cada cinco pessoas que se declaravam céticas, recorriam a Deus nos momentos de crise. Mesmo se dizendo não religiosas, essas pessoas acreditam que orar em momentos difíceis aumentam a possibilidade do problema ser resolvido.

Outro dado interessante deste estudo é que pelo menos metade (51%) dos habitantes do Reino Unido fazem orações eventualmente, mesmo com os números de ateus agnósticos aumentando consideravelmente.

Dos 2.069 adultos entrevistados, 20% afirmaram que oram regularmente, ao menos uma vez por mês. As mulheres são as que mais oram, 56% delas declaram ter o hábito de orar regularmente enquanto apenas 46% dos homens o fazem.

A pesquisa foi realizada entre os dias 1º e 3 de dezembro e levou em consideração a classe social, gênero, idade e região do entrevistado.

TEARFUND – PESQUISA DE ORAÇÃO

VEJA TAMBÉM
Vídeos mostram venezuelanos ajoelhados orando a Deus por uma solução para a crise

Pesquisa de 2.069 adultos no Reino Unido sobre oração

  • Metade dos adultos no Reino Unido (51%) dizem que sempre rezam
  • Um em cada cinco (20%) adultos do Reino Unido dizem que rezam regularmente (pelo menos uma vez por mês).
  • As mulheres são mais propensas a dizer que sempre oraram em comparação com os homens (56% vs 46%). Com informações ComRes