Da Redação JM Notícia

Vereadores da base e o prefeito de Lagoa do Tocantins Nonato Nestor

A Câmara Municipal de Lagoa do Tocantins resolveu suspender a transmissão das sessões pela rádio Criativa FM e também pela internet, causando um verdadeiro debate entre os vereadores da base e da oposição. Isso porque a decisão partiu do presidente da Casa de Leis, Ruberval Aires, e dos vereadores da base.

A justificava seria economizar dinheiro suficiente para aquisição de um novo veículo, mas os vereadores da oposição se manifestaram contra a decisão e acusam o prefeito Nonato Nestor (PSB) de ter pedido a suspensão da transmissão.

O vereador Hélio Vaqueiro, vice-presidente da Câmara, declarou que a ação é antidemocrática e imoral, pois priva a população de poder acompanhar as ações do legislativo municipal mais de perto.

“Nós queremos que a rádio continue fazendo a transmissão, porque é de extrema importância que a comunidade tenha acesso à informação do que é feito para ela e com o dinheiro público”, ressaltou Hélio. A rádio é principal veículo de comunicação da cidade, tanto na área urbana, quanto na rural.

VEJA TAMBÉM
No Palácio Araguaia, Cleiton PM recebe apoio de partidos
Vereadores da oposição desejam manter as transmissões das sessões via rádio e internet

A oposição explica que a rádio Criativa FM também era responsável pela transmissão das sessões via internet, com o fim do contrato a população não terá mais acesso ao que acontece na Câmara.

Para evitar que as transmissões sejam canceladas definitivamente, o vereador Professor Moisés Fernandes, que faz parte da oposição, sugeriu apresentar uma Projeto de Lei para reduzir o salário dos parlamentares e assim custear a manutenção e a divulgação das sessões, mas os vereadores da base negaram o pedido.

Votaram pela não renovação do contrato, os vereadores Ruberval Aires, Emanuela Batista, Urbano Lopes, Vanderlan Vieira e Edísio Rodrigues. Já os vereadores Hélio Vaqueiro, Samila Ribeiro, Moisés Fernandes e Sidney Araújo votaram pela manutenção do serviço.