Da Redação JM Notícia

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa do Tocantins analisa o projeto de lei do deputado Jorge Frederico (PSC) que tenta proibir a instalação de radares móveis em locais de difícil visualização para motoristas.

Para o parlamentar, a utilização de radares deveria ter propósito educativo, não a punição. “O que se pode entender é que os radares devem ser operados em locais de tráfego intenso, para que motoristas respeitem as normas de trânsito em relação ao limite de velocidade. Queremos apenas que a educação se sobreponha a interesses arrecadatórios”, declarou Frederico.

O projeto de lei aguarda noemação de relator para seguir o trâmite normal para avaliação, debate e votação dos deputados estaduais.