Da Redação JM Notícia

Presidente Michel Temer (Foto: Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil)

Nesta sexta-feira (23), em entrevista à Rádio Bandeirantes, o presidente Michel Temer declarou que não será candidato à reeleição em 2018, esclarecendo também que o decreto de intervenção federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro não tem intenções eleitoreiras.

“Eu não serei candidato”, declarou o presidente. Ele disse que “as circunstâncias é que ditam a conduta”, por isso, ele vem declarando “reiteradamente” que não pretende se reeleger.

“A intervenção na segurança do Rio de Janeiro é uma jogada de mestre, mas nada eleitoral. Eu sou candidato a fazer um bom governo”, disse ele respondendo sobre a medida que autorizou o Exército a entrar nas comunidades do Rio de Janeiro para conter as violência promovida por grupos criminosos que disputam áreas para a venda de drogas.

“Não vou tolerar sair como corrupto”

Na mesma entrevista, o presidente declarou que não vai tolerar “sair da Presidência como um sujeito corrupto”, se comprometendo a continuar trabalhando até o fim do seu mandato para defender sua biografia.

VEJA TAMBÉM
Marcelo Miranda tentará reeleição e vai pedir apoio de Siqueira

Enquanto isso, Temer reafirma as realizações de seu governo, nas áreas da economia e da educação e programa ma campanha publicitária para dizer que “vai tirar o Rio de Janeiro das mãos da violência”.