Da Redação JM Notícia

Participação popular marca audiência sobre Plano Diretor realizada pela Câmara de Palmas

Centenas de palmenses estiveram neste sábado (17) na Câmara de Vereadores para participarem da audiência pública sobre as alterações na Lei de Revisão do Plano Diretor.  Moradores dos pais diferentes bairros de Palmas fizeram questão de acompanhar o debate que tem cerca de 170 propostas de emendas.

Com centenas de páginas, o Plano Diretor tem como objetivo definir novas regras para a expansão do município e os vereadores fizeram questão de debater com a população essas novas regras. Esta foi a quarta audiência pública realizada.

O vereador Filipe Martins (PSC), presidente da Comissão de Administração Pública, Urbanismo e Infraestrutura, fez o convite para que a população participasse desse evento e ficou na mesa de honra ao lado do presidente da Casa, Folha Filho, do relator do projeto, vereador Rogério Freitas e do secretário de Desenvolvimento Urbano, Roberto Petrucci Jr.

Em sua fala, Filipe Martins criticou a gestão municipal pela falta de respostas para uma série de demandas da cidade. “É o momento que a sociedade tem para tirar suas dúvidas, sugerir demandas. As pessoas me perguntam sobre a questão do Lago Norte, sobre área de influência da rodovia, outorga onerosa, Orla do Lago, corredor verde, uso do solo, licenças, expansão de áreas, ou seja; a sociedade não está a par. A gestão, autora do projeto se fez ausente quando convidamos, e hoje, apesar da presença física de alguns representantes, há uma ausência de respostas”.

VEJA TAMBÉM
Milton Neris questiona motivos de Amastha querer doar áreas públicas com parecer negativo

Além de vereadores e representantes de diversos segmentos da comunidade local, também participaram do debate o arquiteto e urbanista, Walfredo Antunes, que é um dos autores do projeto arquitetônico da Capital, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Roberto Petrucci Jr. e o presidente do Instituto Municipal de Planejamento de Palmas, Ephim Shluger.

Ao final da audiência, ficou acordado que a Câmara vai reunir todas as demandas e reivindicações apresentadas e a Comissão de Administração Pública, Urbanismo e Infraestrutura, presidida por Martins, irá deliberar e analisar se haverá a necessidade de realização de outras audiências públicas. Uma nova reunião já ficou agendada para a próxima quarta-feira, 21 de março.