Da Redação JM Notícia

Danielle Cunha é a filha mais velha de Eduardo Cunha

O jornal O Estado de S. Paulo afirma que a publicitária Danielle Cunha, filha do ex-deputado Eduardo Cunha, estaria procurando a Igreja Assembleia de Deus Madureira do Rio de Janeiro em busca de apoio para sua candidatura à deputada federal pelo MDB.

Foram as igrejas evangélicas, sobretudo a AD, quem apoiou Cunha nas eleições anteriores, nas eleições de 2014 o ex-deputado conquistou 232,7 mil votos e foi um dos parlamentares mais votados no Rio de Janeiro.

Segundo a reportagem, Danielle tem frequentado os eventos da denominação, em 1º de maio, por exemplo, ela teria participado da tradicional confraternização das filiais da Assembleia de Deus de Madureira no Rio que aconteceu em um sítio da igreja.

A denominação não se manifestou sobre apoiar ou não a filha do ex-presidente da Câmara que foi o responsável por receber e colocar em pauta o pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Há outros pré-candidatos buscando apoio da denominação que é uma das maiores do Rio de Janeiro.

VEJA TAMBÉM
Amastha reavalia sua trajetória como prefeito de Palmas: "Cinco anos de trabalho incansável"

Preso desde outubro de 2016, condenado pelo crime de corrupção pela Operação Lava Jato, Eduardo Cunha está inelegível até 2027 e Danielle seria a escolhida para ocupar o seu lugar na Câmara dos Deputados.

Em outubro do ano passado, a publicitária de 30 anos se filiou ao MDB, mesmo partido de seu pai, a filiação foi abonada pelo deputado federal Marco Antônio Cabral (MDB-RJ), filho do ex-governador Sérgio Cabral, também preso por corrupção.

 O partido está certo de que Danielle será eleita, com ou sem apoio da AD Madureira, como declarou presidente nacional do partido, senador Romero Jucá (RR), ao jornal O Estado de São Paulo. “Ela será candidata e será eleita”, declarou.