Da Redação JM Notícia

Kátia Abreu e Mauro Carlesse continuam na disputa pelo Governo do Tocantins; Wanderlei Barbosa concorre como vice de Carlesse

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aprovou por unanimidade a candidatura de Kátia Abreu (PDT) e do governador interino, Mauro Carlesse (PHS) para a eleição suplementar.

A candidatura do deputado Wanderlei Barbosa como vice-governador de Carlesse também foi aprovada pelo TRE, que entendeu que os atos praticados pela coligação Governo de Atitude, no dia do registro da candidatura, atenderam os requisitos legais, bem como, a documentação apresentada estava completa.

Mauro Carlesse afirmou que recebeu a notícia da aprovação de sua candidatura com tranquilidade, pois estava ciente de que todos os atos praticados obedeceram às regras eleitorais. “Agora vamos intensificar nossa campanha. Levar nossa mensagem de organização do Estado, para que o Tocantins volte a crescer e oferecer oportunidade para nossa gente”, comemorou Carlesse.

Kátia Abreu também comemorou a decisão do TRE-TO em suas redes sociais: “A candidatura da Kátia Abreu foi deferida. Ela está preparada para Governar! Vamos continuar levando as nossas propostas para todo o Tocantins e seguir em frente com a campanha”.

VEJA TAMBÉM
Léo Barbosa e Wanderlei organizam reunião com apoiadores de Carlesse no Aureny III

O julgamento foi realizado na manhã desta quarta-feira (16), mesmo dia em que o candidato do PSOL, Mário Lúcio Avelar foi rejeitado porque a sigla está suspensa pela Justiça Eleitoral por falta de prestação de contas. O candidato irá recorrer no TSE.

Na terça-feira (15) o TRE-TO indeferiu a candidatura de Carlos Amastha (PSB), o motivo seria o prazo de descompatibilização. Amastha deixou a Prefeitura de Palmas em 3 de abril, sendo que o prazo para descompatibilização para cargos do Poder Executivo é de seis meses. Amastha irá recorrer.