Da Redação JM Notícia

Marina Silva, pré-candidata à Presidência (Foto: Ailton de Freitas / Ailton Freitas)

A assessoria de Marina Silva declarou que a pré-candidata à Presidência de fato recebeu a carta da Aliança Nacional LGBTI, mas negou que a ex-senadora tenha assinado o documento.

Para a agência Lupa, que investiga as chamadas fake news, a assessoria declarou que a Rede Sustentabilidade “está na fase inicial de elaboração do programa de governo da pré-candidatura de Marina Silva” e que este programa “será composto por diversos seminários temáticos e regionais, uma plataforma na internet e uma série de reuniões com especialistas”.

Por conta disto, a sigla tem recebido inúmeros contribuições, incluindo da Aliança Nacional LGBTI que entregou a carta durante a 73ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) que aconteceu no Rio de Janeiro.

“De todos os documentos que já recebemos, inclusive esse, não houve nenhuma assinatura”, declarou a assessoria de comunicação de Marina Silva negando a informação adiantada pelo jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo.