Da Redação JM Notícia

O evento é realizado pela primeira vez fora de São Paulo (Foto: Elias Oliveira / Governo do Tocantins)

A visibilidade do Tocantins no desenvolvimento de ações relacionadas à educação financeira nas escolas estaduais foi uma determinante para que o Estado fosse indicado para sediar a 5ª edição da Semana Nacional de Educação Financeira. Nesta quinta-feira, 17, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) realizou a abertura do Dia D da Educação Financeira, no Palácio Araguaia. A iniciativa do Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef) tem como objetivo disseminar a educação financeira, além de contribuir para o fortalecimento da cidadania e autonomia dos estudantes.

“Essa é a primeira vez que o evento é realizado fora do eixo São Paulo. A escolha do Tocantins para receber o evento se deve, principalmente, à desenvoltura do Estado na execução do Programa de Educação Financeira, desde 2010, quando o programa ainda era piloto para o ensino médio. Desde então, o Estado vem ampliando a abrangência da temática na rede. O Tocantins é referência nacional em Educação Financeira”, ressaltou a superintendente da Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil), Cláudia Fortes, durante a abertura.

VEJA TAMBÉM
Vereador Sargento Jenilson mostra as defesas e ações do seu primeiro ano de mandato
Filipe Felisbino falou sobre a inserção da educação financeira no currículo da educação básica (Fotos: Elias Oliveira / Governo do Tocantins)

De acordo com a titular da Seduc, Adriana Aguiar, o sucesso do Estado na execução do programa é resultado do “envolvimento e comprometimento dos professores e das equipes das escolas no desenvolvimento das atividades. As parcerias como a da Universidade Federal do Tocantins para a capacitação dos educadores também são fundamentais”, enfatizou.

Educação Financeira no Currículo

Um dos principais avanços para disseminar o estudo da temática é a recente inserção da Educação Financeira na Base Nacional Curricular Comum (BNCC), documento normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais na educação básica brasileira. A Educação Financeira agora é um dos 14 temas transversais obrigatórios no currículo das escolas.

Claudia Forte enfatizou a atuação do Tocantins no programa de educação financeira (Fotos: Elias Oliveira / Governo do Tocantins)

A inserção da educação financeira no currículo e a evidência do Tocantins no programa foram abordadas pelo coordenador-geral de Educação Ambiental e Temas Transversais da Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Felipe Felisbino. “O Tocantins está muito bem organizado no trabalho com a educação financeira e tem sido exemplo para outros estados, quando se trata de orientar os estudantes na tomada de decisões financeiras conscientes”, frisou.

VEJA TAMBÉM
Serviço de emissão de CNHs continua suspenso no TO; empresa cobra R$ 4 milhões do Estado

Programação

A programação que iniciou na segunda-feira, 14, segue até o dia 19, com palestras, oficinas e atividades lúdicas com alunos e professores. Estão previstos ainda o lançamento do Game de Educação Financeira e a apresentação da youtuber Fê, do canal R$ 100 Neuras.

Enef

A Semana Nacional de Educação Financeira faz parte das ações da Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef), uma mobilização multissetorial em torno da promoção de ações de educação financeira no Brasil. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância do planejamento financeiro, para que desenvolva uma relação equilibrada com o dinheiro e decisões acertadas sobre finanças e consumo.