O governador Mauro Carlesse autorizou nesta quarta-feira, 16, a realização de estudos de viabilidade de transferência de gestão do Hospital Municipal José Sabóia, de Tocantinópolis, para o Estado. O ato, também assinado pelo prefeito Paulo Gomes (PSDB) e pelos secretários de saúde do Estado e Município, é uma antiga reivindicação da comunidade local, que espera por melhor oferta dos serviços de saúde.

Para o prefeito Paulo Gomes, a regionalização do hospital é o maior ganho dos últimos 30 anos no município. Segundo ele, a unidade atende atualmente dez cidades da região de Tocantinópolis, e a transferência para o Estado o transforma, de fato, em hospital regional. “O governador vem mostrando preocupação com a saúde, e nossa comunidade tem muito a ganhar em qualidade e eficiência no atendimento”, comemorou.

De acordo com o governador Mauro Carlesse, a regionalização é uma demanda de muitos municípios tocantinenses, hoje sem condições de manter seus hospitais. “Os recursos são insuficientes e as prefeituras passam por muitas dificuldades para manter o atendimento à população”. A partir da regionalização, o hospital de Tocantinópolis passará a oferecer serviços de média complexidade, possibilitando aos pacientes tratamento no próprio município.

VEJA TAMBÉM
Carlesse recebe presidente nacional do PHS em reunião com os eleitos do partido

Colinas

No início de seu governo interino, o governador Mauro Carlesse também autorizou estudos para a regionalização do hospital de Colinas, por solicitação do prefeito Adriano Rabelo e comunidade local. Entre as medidas a serem adotadas está a melhoria da estrutura física das unidades regionalizados e a oferta de especialidades médicas inexistentes nesses locais.