Da Redação JM Notícia

O Tocantins já registra falta de alimentos e combustíveis devido a greve dos caminhoneiros contra o aumento do diesel, que já entrou no terceiro dia. Em Palmas, Capital do Tocantins, além da falta de combustíveis em alguns postos,  supermercados já anunciam a falta de alimentos, a exemplo do Extra Supermercado, uma das maiores redes de supermercados da cidade, que afixou na entrada, aviso, comunicando a falta de alguns alimentos.  Os aeroportos também enfrentam a falta de combustíveis.

Em Araguaína, norte do Tocantins, a corrida aos postos de combustíveis no final desta quarta-feira, foi grande e gerou enormes filas.

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) disse irá manter a liberação do transporte de remédios, carga viva e de produtos perecíveis somente até esta sexta-feira. Caso não consiga um acordo com o governo, a entidade informou que pretende realizar uma paralisação total.

Posto Ipiranga no Jardim Auneny I, em Palmas -TO

A Advocacia-Geral da União (AGU) informou nesta quarta-feira que obteve cinco decisões liminares que proíbem a obstrução de rodovias federais nos Estados do Paraná, Minas Gerais, Paraíba e Rondônia durante manifestações de caminhoneiros. As decisões foram obtidas desde a segunda-feira, 21, quando a categoria decidiu entrar em greve em protesto contra o preço do diesel.