Da Redação JM Notícia

Incêndios florestais registrados em várias regiões faz o governo do Tocantins decretar risco de desastre ambiental em pelo menos 11 municípios: Almas, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Lizarda, Mateiros, Palmas, Paranã, Pium, Ponte Alta do Tocantins, Rio Sono e Santa Rita do Tocantins.

Este decreto do governo permite que as instituições que fazem a fiscalização, prevenção e combate às queimadas nos municípios estejam autorizadas a iniciar atividades de controle de incêndios em matas e às margens de rodovias.

Desde janeiro de 2018 foram registrados 1.059 focos focos de queimadas no estado, entre eles o incêndio nas margens da rodovia BR-153, em Araguaína, cuja as chamas se espalharam tão rapidamente que os moradores ficaram assustados.

Funcionários terceirizados do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) tiveram que combater o fogo e as causas do incêndio ainda são desconhecidas.
Nas últimas 24 horas, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foram 398 focos de incêndios no Tocantins e as cidades com mais riscos de focos de queimadas são: Lagoa da Confusão, Pium, Tocantínia, Nova Rosalândia, Bom Jesus do Tocantins e Formoso do Araguaia.