Da Redação JM Notícia 

O  Plano Safra do Banco do Brasil terá R$ 103 bilhões disponíveis aos produtores na safra de 2018 e 2019, anunciou o presidente da instituição financeira, Paulo Caffarelli, nesta quarta-feira (4).

Desse montante, R$ 11,5 bilhões serão reservados para empresas do setor e R$ 91,5 bilhões em crédito rural aos produtores e cooperativas, sendo R$ 72,8 bilhões para operações de custeio e comercialização e R$ 18,7 bilhões para investimentos.

Segundo o presidente da instituição, o número representa um aumento de 21% na comparação com as linhas disponibilizadas pelo banco na safra passada.

Além disso, as taxas do programa para todas as linhas tiveram redução de 1,5 ponto percentual e programas como o Pronamp – destinado ao produtor médio – e o Pronaf – destinado a pequenos agricultores – terão um reforço de R$ 14,3 bilhões e R$ 13,1 bilhões nessa safra, respectivamente.

De acordo com o Banco, para o Moderfrota, programa de modernização de bens de capital no agronegócio, a estimativa é aplicar R$ 1,1 bilhão para operações de investimento.