Da Redação JM Notícia

Sede da Prefeitura do Rio de Janeiro

Diante das denúncias contra o prefeito Marcelo Crivella (PRB) que indicam o favorecimento de evangélicos em serviços públicos, a Convenção Batista Carioca, juntamente com a Convenção Batista Brasileira, emitiu, nessa quinta-feira (12), comentando a situação e se colocando contra qualquer tipo de predileção por parte do Estado.

“Entendemos que o Estado não deve interferir em questões religiosas ou eclesiásticas, muito menos adotar esta ou aquela fé como confissão oficial”, diz a nota.

A denominação acredita ainda que os cristãos devam cumprir seus deveres de cidadãos sem utilizar-se das instituições do Estado para obter vantagens indevidas. “Não aceitamos, nem apoiamos práticas que contrariem os princípios mencionados”, completa.

A nota diz ainda que a denominação espera que as autoridades públicas façam justiça sobre o assunto e pede para que os pastores e igrejas ajam sempre com a postura ética e a consciência de cidadania usando a Bíblia.

Leia na íntegra: