Pastor Amarildo Martins da Silva – Foto: Ricardo Costa/JM

Da Redação JM Notícia

Após sete anos de embates nos tribunais, o ex-deputado federal pastor Amarildo Martins da Silva, foi inocentado de todas as acusações que sofria no processo que o acusa de participar de fraude em convênio com o Ministério da Saúde no valor de R$ 72.727,27 para compra de uma ambulância no Tocantins. O fato ficou nacionalmente conhecido como a máfia dos sanguessugas.

A decisão da justiça Federal em que o ex-deputado pastor Amarildo Martins da Silva foi inocentado de acusações de improbidade administrativa foi confirmada na tarde desta terça-feira, 02 em Brasília.

O Ministério Publico Federal (MPE) havia recorrido de sentença favorável a Amarildo na primeira instância, em Gurupi, mas após sustentação oral do advogado Marcelo Cordeiro, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região de Brasilia confirmou sentença que o absorveu.

O desembargador federal Olindo Menezes, relator do processo julgou improcedente a ação do MPE por unanimidade do colegiado.

Ao JM Notícia, pastor Amarildo Martins afirmou que a justiça foi feita w que tinha certeza desta decisão que trata da sua inocência.