Na próxima bem provável que possamos encontrar computadores vestíveis em alguma parte do corpo. A Apple e a Samsung, por exemplo, está apostando no pulso, já o Google, investe no rosto. De acordo com a areportagem do New York Times, as empresas de tecnologias acreditam que todo o vestuário será eletrônico e que muitas dessas tecnologias desenvolvidas serão flexíveis , dobráveis e extremamente finas, para serem confundidos com a cor da pela, além de serem mais baratos.

Internautas comentaram a reportagem sobre esta tecnologia e muitos disseram estar diante do cumprimento das profecias bíblicas.
“Conseguiu que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos tivessem um sinal na mão direita e na fronte , e que ninguém pudesse comprar ou vender se não fosse marcado com o nome da fera ou com o numero do seu nome “ (Apocalipse 13,16 e 17)
Algumas empresas já estão começando a testar esse tipo de computador vestível. Como por exemplo, a empresa MC 10, que está testando a invenção no tamanho de um pedação de chiclete, que pode ter antenas sem fio.

VEJA TAMBÉM
Aplicativo para abençoar as famílias faz sucesso entre cristãos

Nosso computador vestível fica sempre ligado à pessoa. Ele é menor, mais flexível e estirável, e possibilita colher todos os tipos de dados biométricos relacionados aos movimentos”, contou o diretor da empresa Scott Pomerantz.

Ainda de acordo com a reportagem, os dispositivos seriam fáceis de manusear. A pessoa colocaria alguns sensores no copo na hora de sair, correr e depois veria uma análise altamente detalhada de seu exercício no telefone. Um segunda função seria descobrir o melhor desodorante para a pessoa certa através de um adesivo que monitora o grau de transpiração que seria enviado um e-mail com as devidas recomendações.

Vale ressaltar, que nada ainda é comprovado e que apenas testes estão sendo feitos.

Com informações iBahia