Estado Islâmico reivindica assassinato de cristão no Egito

O grupo terrorista promete aumentar o número de ataques contra cristãos no país

0

Da Redação JM Notícia

Um cristão egípcio foi morto por um grupo de homens armados no último dia 6, dentro de uma  barbearia, na cidade de Al-Arish, capital do Sinai do Norte, no Egito.

A vítima foi identificada como Nabil Saber Ayoub, de 50 anos, que se tornou apenas mais uma das pessoas que perderam a vida por conta do terrorismo.

O Estado Islâmico (EI) reivindicou este assassinato e também outros sete que foram realizados na região logo após a ameaça feita pelo grupo terrorista.

Desde dezembro de 2016 75 cristãos egípcios foram mortos pelo EI, os ataques incluem explosões nas Igrejas de Tanta e Alexandria no Domingo de Ramos e na Catedral de São Marcos no Cairo, em dezembro.

Agora o grupo tem perseguido e atacado os cristãos que moram Al-Arish, tanto que, com medo, centenas de famílias fugiram da região. Com Informações Radio Vaticano.

google.com, pub-9459345976355950, DIRECT, f08c47fec0942fa0 smartadserver.com, 3563, RESELLER beachfront.com, 13749, RESELLER, e2541279e8e2ca4d advertising.com, 28458, RESELLER admanmedia.com, 556, RESELLER