Da Redação JM Notícia

O bispo Manoel Ferreira, presidente vitalício da Assembleia de Deus Ministério de Madureira (CONAMAD), denunciou a ação do governo do Distrito Federal que demoliu um templo da Assembleia de Deus em Vila Planalto.

O bispo aparece com uma equipe chegando ao local onde máquinas completam o trabalho de demolição. O religioso então condena a ação do governador.

Bispo Manoel Ferreira, presidente nacional da Assembleia de Deus Ministério de Madureira (CONAMAD)

“O que tem aqui é exatamente a força do mais forte”, declarou Manoel Ferreira. “Como o governo é forte, ele está derrubando tudo o que pertence aos mais pobres. Aqui é um bairro pobre, sem nenhuma possibilidade e infelizmente é isso que estamos vendo“, completou.

Segundo o bispo Ferreira, a igreja não foi notificada e não houve negociações. “É tudo feito na base do sufoco, impiedosamente”, declara o líder religioso de uma das maiores denominações evangélicas do país.

Nos escombros vemos a placa da igreja derrubada e quebrada ao lado de pedaços das paredes e do forro da igreja. Inconformado, o bispo Manoel Ferreira critica o governo de Rodrigo Sobral Rollemberg (PSB).

“Aqui vale quem tem força, o infeliz do pobre que não tem pra onde ir e se abriga em determinados lugares, chega uma hora dessas e é impiedosamente castigado, é jogado fora como um lixo”, declarou. Não há informações sobre os motivos da demolição.

Assista:

Um governador que não respeita nem mesmo um templo religioso não respeita mais nada… Rolemberg vc me lembra um homem por nome de Belsazar… que um dia Deus resolveu pesa-lo na balança… sabe o que aconteceu com ele? Foi achado em falta…

Posted by Alexandre Rodrigues on Thursday, September 28, 2017

7 Comentários

  1. E bom sempre ouvir os dois lados, Segundo a Subchefia da Ordem Pública e Social (Seops), trata-se, na verdade, de invasão de área pública em um condomínio em formação próximo ao Palácio do Jaburu. A pasta afirmou, ainda, que a Agência de Fiscalização do DF (Agefis) denunciou a irregularidade do lote.

    Também segundo a Seops, a igreja é uma construção recente e em andamento em meio a casas antigas na região. Em frente ao templo, por exemplo, há uma residência construída bem antes da construção da Assembleia de Deus. A secretaria alegou, ainda, que o Governo do Distrito Federal fiscaliza a área para “evitar qualquer tipo de expansão”. No caso das construções mais antigas – o que não é o caso, segundo o governo, da igreja –, o GDF prefere mantê-las “até que seja adotada uma providência definitiva”.

    fonte:http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/10/03/interna_cidadesdf,630778/deputado-marco-feliciano-acusa-gdf-de-derrubar-igreja-sem-ordem-judici.shtml

  2. meus irmãos – vamos aguardar e esperar em DEUS o que vai acontecer com ROLEMBERG dentro de poucos dias – e não vai demorar- lembra o que aconteceu com SENAQUERIBE – no tempo do rei EZEQUIAS. 2 crôn.32;21- aguardem.

  3. Concordo com voce Eli, esta claro que isto é uma ato de intolerância religiosa, mas desde que soube da noticia eu sempre digo, vamos ver o que Deus vai fazer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here