Da Redação JM Notícia

Enquanto pede para não chamarmos meninas de princesa, Avon exibe menino com vestido e coroa

O humorista cristão Jonathan Nemer foi uma das várias personalidades da internet que se posicionaram contra a campanha da Avon que pedia aos pais para não chamarem as meninas e princesa, enquanto um menino aparecia com vestido e coroa.

Em um vídeo divulgado em suas redes sociais (só no Facebook ele tem mais de 1,8 milhão de seguidores), o humorista pedia o boicote a todas as marcas que estão levantando a bandeira da ideologia de gênero, contribuindo para a agenda que busca destruir a família tradicional.

Mas sua crítica foi rebatida por uma revendedora da Avon que tem enviado um áudio pedindo para que suas colegas de profissão boicotem o canal e as redes sociais de Jonathan.

Ao tomar conhecido desse áudio, o humorista – que também atua como advogado – voltou a gravar um vídeo dizendo que não se sente intimidado e que irá propor uma resposta a qualquer empresa que se levantar contra os valores morais.

“Se a Avon quiser me processar amanhã, pode processar. Eu estou manifestando o meu posicionamento. É liberdade de expressão”, declarou ele.

VEJA TAMBÉM
Diogo Fernandes propõe audiência nas comissões para tratar sobre palestra de sexualidade em escola de Palmas

Nemer também declarou que ele não quer prejudicar quem revende os produtos da marca, mas sim a marca que tem levantado a bandeira da ideologia de gênero. “A gente vai brigar com a Avon, com Omo, com qualquer empresa que quiser distorcer os valores familiares”, completou o humorista.

Assista:

Fiquei sabendo agora que pessoas que trabalham com AVON estão promovendo um boicote contra mim e contra minha imagem. Tá aí minha resposta a essas pessoas. Se puder, COMPARTILHE esse vídeo. A guerra não é contra o produto AVON. É contra toda empresa que quer distorcer os valores da família. Siga no insta: @jonathannemer

Publicado por Jonathan Nemer em Quarta-feira, 18 de outubro de 2017