Da Redação JM Notícia

A licitação que contratava a decoração natalina da Prefeitura de Palmas foi suspensa a pedido do Ministério Público de Contas (MPC) e o Ministério Público Estadual (MPE) por suposto sobrepreço. O documento dos órgãos aponta para indícios de uma contratação superfaturada, diante dos preços praticados no mercado.

“Pesquisa realizada em sítios na internet, visualizou-se o descompasso entre os preços praticados no mercado e aqueles apresentados na cotação do procedimento licitatório”, diz o documento do MPE.

A compra dos materiais elétricos e decorativos foi publicada no Diário Oficial do Município no dia 11 de outubro com o orçamento em R$ 4.248.094.80. Além disso, o órgão questiona a grande quantidade de materiais.  Para se ter uma ideia, mais da metade desse montante seria destinado para a compra de 260 mil metros de mangueiras luminosas.

Fora isso, a lista de compra mostra a necessidade de 600 bolas de led, 10 mil metros de tubos de led, 15 mil lâmpadas no formato de ferraduras. A Prefeitura ainda não se manifestou sobre o caso.