Da Redação JM Notícia

George Weah foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 1995

O novo presidente da Libéria, George Weah, prova que os políticos tradicionais estão perdendo apoio da população, uma tendência global que no Brasil foi provada com a vitória de João Doria como prefeito de São Paulo em 2016.

Weah não é político, ele se destacou no país – e em toda a África, por ser o único africano a ser escolhido como melhor jogador do Mundo pela Fifa, isso em 1995 quando ele jogava pelo Milan.

Weah já era senador do seu país, e agora, aos 51 anos, foi eleito como presidente com 61,5% dos votos. Seu concorrente, Joseph Boakai -atual vice-presidente, teve apenas 38,5% dos votos válidos.

A eleição do ex-jogador é um marco também na história do país, pois essa será a primeira transferência democrática de poder desde 1944. A população comemorou o resultado indo para as ruas, buzinando com seus carros e fazendo festa.

Pelo Twitter Weah agradeceu a confiança dos eleitores. “Meus camaradas liberianos, sinto profundamente a emoção de toda a nação. Meço a importância dos resultados e a responsabilidade da imensa tarefa que abraço hoje. A mudança está a caminho”, disse.

VEJA TAMBÉM
Aplicativo detecta candidatos acusados de corrupção usando reconhecimento facial

Agora o ex-atleta terá que encontrar formas de mudar a história do país africano marcado pela pobreza extrema. Uma das maiores necessidades dos habitantes da Libéria é o acesso à água potável e à energia elétrica.