Da Redação JM Notícia

As ruas de Cochabamba foram tomadas por manifestantes contrários ao Novo Código Penal que acaba com a democracia no país

O pastor Eder Luís, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus na Bolívia, comentou sobre o Novo Código Penal do país que, no artigo 88, criminaliza a evangelização punindo o religioso com pena de sete a 12 anos de prisão.

“Essa semana fomos surpreendidos com a notícia de que no Novo Código Penal, que entrará em vigor em um ano e meio, no artigo 88, está criminalizando a prática religiosa. Então estamos aqui lutando, as igrejas evangélicas estão se manifestando e se unindo para que este artigo seja revogado”, declarou ele em entrevista ao jornal da RIT TV.

Pastor Éder Luís lidera a Igreja Internacional da Graça de Deus na Bolívia

As igrejas não são as únicas a se posicionarem contra o texto do Novo Código Penal, diversos setores da sociedade protestam contra tal projeto, inclusive a imprensa que vê o seu direito de liberdade ameaçado.

Não apenas em La Paz, mas em outras grandes cidades do país as manifestações e greves tentam pressionar o governo de Evo Morales. Algumas igrejas estão liderando manifestações e imagens desses momentos já circulam pela internet.

VEJA TAMBÉM
Feliciano critica projeto da Bolívia que criminaliza o evangelismo

Assista:

A partir de hoje, ser evangélico na Bolívia é crime. ???

Publicado por Canal Gospel em Domingo, 14 de janeiro de 2018

Que o Senhor dê força pra nossos irmãos!IGREJA BOLIVIANA VAI À RUA PROTESTAR CONTRA A PROIBIÇÃO CONTRA A EVANGELIZAÇÃO…

Publicado por Jovens Gospel em Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018