Da Redação JM Notícia

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na última semana revelam que o Tocantins fechou o ano de 2017 com saldo positivo de quase 4 mil empregos gerados no ano 2017. Foram 3.759 oportunidades novas, que representam um aumento de 2,18% quando comparado com o ano de 2016.

Os números mostram que após dois anos de quedas fortes no saldo acumulado, o ano passado fechou com estabilidade e confirma tendência de recuperação do emprego formal, tanto no Brasil, quanto no Tocantins.

Prova disso são os dados de 2016, quando em meio a crise financeira o Estado apresentou um saldo negativo de 4.043 vagas e em 2015, a queda foi de 2.198 postos de trabalho. A perda de oportunidades formais foi registrada em todo o Brasil, mas agora os números mostram a recuperação financeira.

“O Governo do Estado tem atuado em todos os seguimentos das Pastas para atrair empregos, investidores, geração de renda”, disse a secretária do Trabalho e da Assistência Social, Patrícia do Amaral.

VEJA TAMBÉM
OAB dá "selo de qualidade" a 139 cursos de Direito, apenas uma do TO recebeu Recomenda

As expectativas para 2018 são de otimismo, apontando para um 2018 ainda mais positivo para a economia do Estado e principalmente para as famílias tocantinenses.

Setores da Economia que mais geraram empregos em 2017

Ao contrário do restante do Brasil que o comércio foi o maior gerador de emprego, os setores que mais geraram emprego no Tocantins foram o da construção civil, com saldo positivo de 1.410 postos de trabalho, e o de Serviços, com 1.302. Resultados bem superiores ao do ano de 2016, quando se registrou saldo negativo de 59 postos de trabalho na Construção Civil e 1.303 nos Serviços.

Já o setor que mais fechou postos de trabalho no ano passado foi a Indústria da Transformação, com uma baixa de 416 vagas. Ainda assim, o resultado deste setor é superior ao registrado no ano de 2016, que fechou com menos 1.104 vagas de emprego.