Da Redação JM Notícia

O pastor Gilson Genário Rodrigues foi encontrado enforcado na cidade de Espera Feliz em Minas Gerais

O pastor Gilson Genário Rodrigues, da Igreja Assembleia de Deus Ministério Rio Comprido, na cidade de Espera Feliz em Minas Gerais, foi encontrado morto na noite da última segunda-feira (29).

Ele foi encontrado já sem vida com uma corda no pescoço, o que indica que ele se suicidou. Além de pastor, Rodrigues era dono de uma fábrica de móveis na cidade.

A família não se pronunciou sobre o caso e o enterro do religioso foi feito às pressas. Não há informações sobre o que teria levado o pastor a tirar a própria vida.

O caso se torna o primeiro deste ano a ser divulgado na imprensa, fazendo o assunto voltar a ser comentado na comunidade evangélica. O caso de Gilson é o quinto em menos dois meses, lembrando que no final do ano passado três pastores e um presbítero se mataram.

Casos de repercussão nacional

No começo de dezembro de 2017 pastor Moisés Ricardo, da Assembleia de Deus em Cornélio Procópio, interior do Paraná, foi encontrado morto na casa onde morava com sua esposa e filhos no fundo da igreja.

VEJA TAMBÉM
Marcelo Crivella vira réu por reunião com pastores no Palácio do Governo

Na mesma semana o pastor Júlio Cesar, que já foi presidente da Assembleia de Deus em Araruama, também foi encontrado morto em sua casa, localizada na Região dos Lagos no Rio de Janeiro.

No final de dezembro outros dois casos repercutiram na imprensa, a morte do presbítero João Luiz Tavares, da Igreja Assembleia de Deus em Iguaba Grande, na Região dos Lagos (RJ) e a morte da pastora Lucimari, da Igreja do Evangelho Quadrangular de Criciúma, Santa Catarina.