Da Redação JM Notícia

Ore pelos cristãos dos países Níger, Nigéria, Chade e Camarões que enfrentam a perseguição dos terroristas muçulmanos

Recentemente militantes do Boko Haram atearam fogo a várias casas e duas igrejas no vilarejo de Roum, no extremo norte de Camarões. Os crimes aconteceram em janeiro e agora começam a ser divulgados por agências de notícias que acompanham a perseguição religiosa no mundo, como o ministério Portas Abertas.

O ataque resultou em quatro mortos, duas igrejas queimadas, 93 cabanas destruídas, 20 celeiros e 11 motocicletas. Nem mesmo a clínica médica pertencente à uma das igrejas foi poupada pelos terroristas muçulmanos.

Na região do Roum, outras duas cidades foram atacadas: Mozogo e Moskota, mostrando que Camarões agora faz parte da região de ataques do grupo Boko Haram que tem base na Nigéria.

O presidente de Camarões, Paul Biya, declarou guerra aos terroristas em maio de 2014, aumentando assim a furia desses insurgentes que tentam implantar a sharia (lei islâmica) nos países africanos. Em 2017 foram registrados 150 ataques, não apenas em Camarões, mas na Nigéria (onde a atuação do grupo é maior), Chade e Níger.

VEJA TAMBÉM
7000 igrejas oram contra lei russa que pode gerar perseguição religiosa

Com medo desses ataques, mais de 170 mil moradores do norte do Camarões fugiram de suas casas. No mesmo tempo, a região recebeu 73 mil refugiados vindos da Nigéria, fugindo do mesmo grupo terrorista que tem acabado com aldeias e perseguido cristãos.