Da Redação JM Notícia

O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), a pedido do jornal Valor Econômico, elaborou um levantamento que mostra que mais de um terço da população de 11 estados brasileiros dependem do Bolsa Família para se sustentarem.

O valor em nível Brasil é de 21% da população, sendo que no Norte e Nordeste essa realidade é mais observada do que nas demais regiões do país. No Tocantins são 29% das famílias que dependem dessa renda oferecida pelo Governo Federal.

Para chegar nestes números, o cálculo do MDS analisou o número de beneficiários a partir do tamanho das famílias inscritas no programa. Depois calculou o quanto isso representa na população do município a partir das estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Bolsa Família é destinado para famílias de baixa renda ou em situação de extrema pobreza, oferecendo valores mensais entre R$ 39 e R$ 372, dependendo do número de filhos do beneficiário.

Esses valores representam mais de 6% do PIB de 579 municípios brasileiros, mostrando o quanto o programa é importante para famílias que não possuem outra fonte de renda. Nas cidades com mais inscritos nesse programa, a taxa de crescimento no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) aumentou.

VEJA TAMBÉM
Confira os votos por municípios da eleição suplementar no Tocantins

Segundo o secretário-executivo do MDS, Alberto Beltrame, “o programa gera um círculo virtuoso de desenvolvimento na economia local”, por estimular “a economia, melhora a renda e os indicadores sociais como um todo”.

O Estado do Maranhão é o que mais depende da renda do Bolsa Família, tanto que 48% da população é beneficiária do programa. Em segundo lugar está Piauí com 43% empatando com o Acre. Pará e Paraíba têm 39% de seus habitantes como beneficiários do programa; Alagoas tem 38%; Amazonas e Ceará 37%; Pernambuco, Sergipe e Bahia têm 36%, Amapá 33%, Rio Grande do Norte 31%, Roraima 30% e Tocantins 29%.

 

Confira o gráfico do Ministério do Desenvolvimento Social:

Fonte: Jornal Valor Econômico