Da Redação JM Notícia

Presidente Michel Temer (Foto: Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil)

Nesta sexta-feira (23), em entrevista à Rádio Bandeirantes, o presidente Michel Temer declarou que não será candidato à reeleição em 2018, esclarecendo também que o decreto de intervenção federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro não tem intenções eleitoreiras.

“Eu não serei candidato”, declarou o presidente. Ele disse que “as circunstâncias é que ditam a conduta”, por isso, ele vem declarando “reiteradamente” que não pretende se reeleger.

“A intervenção na segurança do Rio de Janeiro é uma jogada de mestre, mas nada eleitoral. Eu sou candidato a fazer um bom governo”, disse ele respondendo sobre a medida que autorizou o Exército a entrar nas comunidades do Rio de Janeiro para conter as violência promovida por grupos criminosos que disputam áreas para a venda de drogas.

“Não vou tolerar sair como corrupto”

Na mesma entrevista, o presidente declarou que não vai tolerar “sair da Presidência como um sujeito corrupto”, se comprometendo a continuar trabalhando até o fim do seu mandato para defender sua biografia.

VEJA TAMBÉM
Se apoiar Bolsonaro, Marco Feliciano poderá ser expulso do novo partido

Enquanto isso, Temer reafirma as realizações de seu governo, nas áreas da economia e da educação e programa ma campanha publicitária para dizer que “vai tirar o Rio de Janeiro das mãos da violência”.