Da Redação JM Notícia

Homens fortemente armados invadiram a escola e levaram mais de 200 estudantes, 100 delas já foram devolvidas, outras 112 estão desaparecidas (Foto: Aminu Abubakar/Getty Images)

Uma semana após um ataque do grupo jihadista Boko Haram e mais de 112 estudantes permanecem desaparecidas. Na semana passada os terroristas atacaram uma escola feminina na vila de Dapchi, no estado de Yobe, e sequestraram mais de 200 meninas.

A escola tinha mais de 880 estudantes na hora do ataque, o grupo levou as que conseguiram, mas cerca de 100 delas foram liberadas alguns dias depois. Outras 112 garotas continuam desaparecidas.

Este não é o primeiro ataque do grupo neste estilo, em 2014 276 meninas de Chibok foram levadas pelos terroristas islâmicos que forçaram as jovens a se casarem com os soldados ou servirem como escravas sexuais. A maioria delas já foram soltas, mas muitas voltaram para suas casas grávidas ou com filhos dos terroristas.

Para evitar que a história se repita, os nigerianos estão pressionando o presidente Muhammadu Buhari para que tome providências, mas uma semana após o ataque o paradeiro das meninas ainda é desconhecido.