Da Redação JM Notícia

O presidente Michel Temer visitou Boa Vista, em Roraima, recentemente e se comprometeu a encontrar soluções para os problemas que a região tem sofrido por conta da crise na Venezuela.

Os problemas gerados no país vizinho atrapalham os brasileiros por conta da linha de transmissão de energia que abastece a capital, a única que está fora do Sistema Interligado Nacional. Pela crise venezuelana, a cidade tem registrado apagões constantemente.

Temer promete “não descansar” até resolver o problema. “Temos de resolver de qualquer maneira medidas de natureza judicial. Quero resolver todas, mas a cada momento surge uma nova complicação judicial que inviabiliza providências que governo federal queira tomar”, afirmou.

Outro ponto que tem gerado preocupação das autoridades brasileiras é a quantidade de venezuelanos que estão fugindo da crise se mudando para Roraima. Nesta terça-feira (27) a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado irá debater essa imigração.

Há mais de 40 mil venezuelanos na capital de Roraima, famílias inteiras que fogem de uma das piores crises já registrada na América Latina. A maioria dos refugiados moram nas ruas, precisando de ainda mais atenção por parte das autoridades.

VEJA TAMBÉM
Angela Merkel promete 2,3 bilhões de euros para vítimas de conflito na Síria

Fora a questão de moradia e emprego, é preciso também se preocupar com a saúde. A Secretaria Estadual de Saúde de Roraima divulgou na semana passada que depois da imigração dos venezuelanos já foram registrados sete casos de sarampo, sendo cinco meninos e duas meninas, apenas uma dessas crianças é brasileira.