Da Redação JM Notícia

Pastor Guaracy Júnior é presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular no Amapá há dez anos

O pastor Guaracy Júnior está entre os principais pré-candidatos para ocupar uma das duas vagas disponíveis no Senado para o Amapá. Líder da Igreja do Evangelho Quadrangular daquele estado, o religioso é o nome que representa o centro-direita e tem recebido apoio de diversos setores, principalmente das igrejas cristãs.

Filiado ao PTC desde outubro do ano passado, o pastor nunca teve cargo público, sendo conhecido no estado por ser um empresário do agronegócio e pelo bom trabalho realizado à frente da igreja, liderando grandes eventos como o “Sermão da Montanha” que atrai cerca de 70 mil pessoas.

“Esses trabalhos que realizo no Estado há 10 anos me abriu caminhos com outras denominações. Minha indicação partiu da diretoria do PTC, que é presidido por Daniel Tourinho”, explicou o pastor em entrevista ao JM Notícia.

Quando se filiou, Guaracy Júnior representava a Frente da Família Cristã, grupo composto por representantes de diversas igrejas evangélicas e de católicos. Pessoas comprometidas com a defesa dos valores familiares.

VEJA TAMBÉM
Marta Ramos alerta sobre o desperdício de remédios na saúde pública
O pastor é pré-candidato ao Senado pelo PTC e tem recebido apoio de diversos setores da sociedade

“Recebi apoio de diversas denominações e de setores da Igreja Católica porque a nossa proposta foi fazer a Frente da Família Cristã com um grupo grande de deputados estaduais e federais. Nossa defesa será a família, o agronegócio, a livre iniciativa e o desenvolvimento do Estado”, disse.

Apesar de estar ciente deste apoio, o pastor está surpreso com os resultados da enquete do site Sales Nafes, onde ele aparece com 13,75% das intenções de votos, perdendo apenas para o senador Randolfe Rodrigues (REDE) que tem 14,22% das respostas.

“Essas últimas pesquisas têm me surpreendido, estamos sempre entre os três primeiros candidatos”, revelou o pastor que pela primeira vez estará disputando um cargo político.

Bancada cristã cresce diante da perseguição

Pastor Guaracy lidera eventos que atraem milhares de pessoas

O pastor Guaracy Júnior concorda com este plano de aumentar a Bancada Evangélica no Congresso, ele entende que há um plano progressista em destruir a família, começando por descaracterizar a sociedade construída no modelo judaico-cristão.

“A defesa dos valores cristãos está unindo não só denominações, como os setores de centro-direita da Igreja Católica estão vindo com apoio muito forte e o posicionamento muito claro de padres e sacerdotes. Um grupo muito pequeno tem falado muito alto quando 95% da população brasileira é cristã, defende a família e não concorda com ideologia de gênero e erotização infantil”, disse.

VEJA TAMBÉM
Bancada Evangélica se reúne com Receita Federal para tratar sobre tributação de Igrejas

Ao citar casos como os temas abordados em novelas, as exposições de artes que causaram polêmica no país, o pastor exemplifica o quanto os valores cristãos e a moral estão sendo perseguidos, fazendo com que os grupos conservadores se levantem e decidam participar da política.

“Existe um movimento mundial que se levanta contra esse pensamento esquerdista que defende a destruição da família para o fortalecimento do Estado”, declara. Por isso, ele tem levantado a bandeira da abertura do mercado do Amapá para novas indústrias se instalarem e assim a população deixar de depender do contracheque do Governo.