Da Redação JM Notícia

Claudia Lelis assinou um termo de cooperação com o Ministério da saúde para cursos de qualificação e de aperfeiçoamento em gestão, cuidado, vigilância e educação permanente em saúde nos municípios tocantinenses (Foto: Governo do Tocantins)

A vice-governadora Claudia Lelis participou nesta segunda-feira (5) da abertura do encontro e gestores municipais da saúde que reúne representantes dos 139 municípios do Tocantins.

Durante sua participação, Lelis reforçou que o Governo está efetuando o pagamento dos repasses atrasados no valor de cerca de R$ 8 milhões. Os pagamentos estão sendo realizados desde o início do mês de março e que 129 municípios já receberam os valores.

“São recursos que irão contribuir na assistência farmacêutica básica, nas unidades de pronto atendimento, no Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência], atenção psicossocial e com os hospitais de pequeno porte”, reforçou a vice-governadora.

Os dez maiores municípios do Estado, que recebem recursos maiores, irão receber de forma parcelada o montante que representa R$ 5 milhões. Os demais receberam valores dentro dos R$ 3 milhões restantes que já foram pagos.

Para o secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, esse encontro é a oportunidade que o gestor tem de tirar as dúvidas e assim poder trabalhar com tranquilidade na aplicação dos recursos federais. “Com certeza, essa lei trará muitos benefícios e quem sai ganhando é o beneficiário do SUS”, afirmou.

No evento, a vice-governadora assinou um Termo de Cooperação entre o Ministério da saúde e o Governo do Estado, para cursos de qualificação e de aperfeiçoamento em gestão, cuidado, vigilância e educação permanente em saúde nos municípios tocantinenses.

Encontro

O evento busca contextualizar o gestor municipal no debate e na busca de construção de uma proposta para garantir mais eficiência aos recursos existentes, melhorando o fluxo de caixa e fortalecendo os instrumentos de planejamento no SUS.

A Portaria GM/MS n° 3.992/2017 altera a forma de repasses dos recursos fundo a fundo do Ministério da Saúde para os Fundos de Saúde dos Estados e Municípios, de seis blocos de financiamento para dois blocos (Custeio e Investimentos).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here