Da Redação JM Notícia

Vereador Baixinho da Tecsat é presidente da Câmara de Colmeia

A Câmara Municipal de Colméia, presidida pelo vereador Baixinho da Tecsat (PROS), aprovou em caráter de urgência o projeto da Prefeitura que pedia a contratação de servidores temporários para servir melhor a população da cidade e gerar emprego.

Por entender que é um projeto de máxima urgência para a cidade, os vereadores se prontificaram em votá-la e em poucos dias o projeto já estava aprovado em unanimidade.

“Sobre esse projeto entendo que é muito importante e que seria obrigação aprovar com o máximo de urgência como foi feito”, declarou o presidente da Casa. Baixinho disse também que este é o papel da Câmara: trabalhar de forma responsável e transparente.

O vereador declara ainda que a contratação temporária atende não só a necessidade da prefeitura de ter mais funcionários, mas também de aumentar o emprego dos moradores, melhorando assim o comércio da cidade. “A economia depende principalmente dos servidores”, declara.

O projeto foi protocolado pela prefeita Elzivan Noronha no dia 19 de fevereiro. Ao ser analisada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) foi constatado um erro e o texto voltou para o Executivo. Assim que a correção foi feita, o projeto foi retomado pela CCJ, presidida pelo vereador Aluísio da Barraca (PV), que aprovou, encaminhou para a Comissão de Fiscalização, Justiça e Tributação presidida pelo vereador Nelson Costa (SD), foi analisado enviado para votação, sendo aprovada no plenário da Casa.

VEJA TAMBÉM
Por unanimidade, Câmara de Colméia aprova título de cidadão ao deputado Eli Borges

“A gente vê que foi importante [aprovar o projeto] porque é mais uma criação de emprego na cidade”, declarou o vereador Aluísio.

Os contratos serão para diversas áreas com duração de 180 dias, podendo ser renovado. O presidente da CCJ cita, por exemplo, a necessidade da cidade contratar mais garis, para garantir a limpeza de Colméia.