Da Redação JM Notícia

Um relatório de ocorrência assinado neste domingo (11) relata que um celular foi encontrado no banheiro de um dos locais da prova do concurso do Polícia Militar do Tocantins continha os gabaritos da prova.

O celular da marca Nokia foi encontrado no banheiro masculino, de baixo de uma sacola na Faculdade Católica Dom Orione, em Araguaína (TO). Quem encontrou o aparelho foi uma funcionária da equipe de limpeza, que acionou seus superiores e assim o caso foi registrado na Polícia.

O aparelho comprova fraude no processo seletivo, pois prova que os resultados da prova foram divulgados e que alguém estaria oferecendo os resultados através do celular.

A pessoa que encontrou o aparelho no banheiro, conta que em uma das mensagens no celular estava escrito “Prova 3” contento um gabarito alfanumérico com as respostas das 60 questões da prova.

A Polícia Civil está investigando o caso e diz que o gabarito encontrado no aparelho não é o oficial. “Fizemos a correção e não fecha as 60 questões. Pode ser uma pessoa que anotou para depois corrigir, porque não podiam sair com os cadernos de prova, tem várias possibilidades”, disse delegado regional de Araguaína Bruno Boaventura ao G1.

VEJA TAMBÉM
Concursos da PF e PRF oferecem 1.000 vagas com salários de até R$ 23 mil

Mais de 80 mil pessoas fizeram a prova para o Concurso da Polícia Militar do Tocantins, e agora a política tenta entender o caso para saber se essa prova pode comprometer o resultado da seleção.