Da Redação JM Notícia

O 4º Juizado Especial Cível de Vitória (ES) condenou a Igreja Universal do Reino de Deus a devolver o valor de R$ 13.790,00 doado por uma mulher de 34 anos em 2016.

Recém demitida, a mulher entregou todo o valor da rescisão para a igreja, mas se arrependeu e entrou com uma ação na Justiça para reaver o valor. Além de ser obrigada a entregar toda a oferta doada, a IURD também terá que pagar uma indenização por danos morais no valor de R$ 3 mil.

Na ação, a mulher disse que se consultou com os pastores sobre sua situação de desemprego e que foi orientada a doar tudo que tinha como sacrifício à Deus.

“Perdi o emprego e fui atrás do pastor, pedir ajuda, mas eles falaram que não poderiam me ajudar. Então, eles disseram que Deus queria um sacrifício total, e eu doei toda minha rescisão contratual, que dava mais de R$ 13 mil”, declarou a mulher à TV Gazeta do Espírito Santo.

Por não conseguir outro emprego, a mulher voltou na igreja para pedir o dinheiro de volta, mas o pastor não quis devolver. “Eles falaram que, se eu pedisse o dinheiro de volta, tiraria minha vida das mãos de Deus”, contou a mulher.

VEJA TAMBÉM
Ações sociais da Igreja Universal atenderam 11 milhões de pessoas no mundo em 2017

Foi então que ela entrou na justiça. Na decisão do 4º Juizado, o  juiz justificou a decisão ao dizer que “restam comprovados o evento e a coação moral, bem como o nexo causal da ré pela ocorrência do fato gerador das doações, resultando no dever do causador de ressarcir os danos materiais ocorridos em razão do proveito emocional da autora.” Cabe recurso.