Da Redação JM Notícia

Mãe de aluna escreveu a denúncia e pediu que o Instituto tome providências

Um professor do Instituto Federal de Alagoas (IFAL) Campus Maceió está sendo denunciado por um aluno que se sentiu ofendido pelas afirmações feitas durante uma aula na última quarta-feira (21), quando o professor atacou a Igreja Católica e seus fiéis.

Segundo a carta escrita pela mãe de uma aluna, o professor de sociologia declarou que a Igreja Católica “é uma suruba” e que os alunos que professam essa fé são “otários” e que ficariam escandalizados em suas aulas.

“Minha filha sentiu-se pessoalmente agredida e humilhada, pois todos os seus colegas de classe sabem que ela é católica, inclusive dois colegas que também professam a mesma fé que ela saíram imediatamente da sala”, declara a mãe.

No texto, a mãe pede providências da IFAL, pois o professor usou as horas de aula para atacar a fé de pessoas que pensam diferente dele. “Solicitamos ao IFAL providências administrativas contra o referido professor, de forma que não seja mais cometidos atos de intolerância religiosa, injúrias e agressões pessoais aos alunos desta instituição”, escreveu a mãe.

VEJA TAMBÉM
Seita cristã pratica intolerância religiosa contra muçulmanos no Rio de Janeiro

A denúncia foi feita no Serviço Público Federal da IFAL nesta quinta-feira (22) e a família da aluna pediu ajuda ao fundador de movimentos de rua e atuante em diversos movimentos contra a corrupção, Leonardo Dias.

Segundo o site Católico Arretado, a IFAL atendeu com solicitude a mãe e pediu desculpas pelo ocorrido. Não há informações sobre as providências que serão tomadas em relação ao professor.