Da Redação JM Notícia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aguarda o julgamento do habeas corpus no STF

Nesta segunda-feira (26), a 8ª Turma do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) negou, por unanimidade, o recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre a condenação no processo do tríplex.

O desembargador João Pedro Gebran Neto rejeitou todos os argumentos da defesa do ex-presidente e sua desição foi seguida pelos desembargadores Leandro Paulsen acompanhou Victor Laus. Com isto, a primeira instância já pode pedir a execução da pena.

O juiz federal Sergio Moro, titular da 13ª Vara no Paraná, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, não poderá pedir a execução da pena até que o Supremo Tribunal Federal julgue o habeas corpus de Lula.

O julgamento, porém, só irá acontecer depois do recesso da STF que se encerra na semana que vem. O advogado Cristiano Zanin Martins, advogado do ex-presidente Lula, afirmou que a defesa vai recorrer da decisão desta segunda-feira do TRF-4. Zanin diz ainda avaliar se o recurso será apresentado ao próprio TRF-4 ou ao STJ (Superior Tribunal de Justiça). “Vai depender do teor do acórdão. Não temos no momento como precisar qual o recurso cabível”, afirmou o advogado.