Da Redação JM Notícia

Foi divulgado na noite desta segunda-feira  (26) o acórdão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a cassação do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (MDB), e da vice-governadora, Cláudia Lelis (PV).

O documento também determina a realização de eleições diretas para a escolha de um novo governador que irá comandar o Estado o fim deste ano. “Como efeito da sanção de cassação dos diplomas dos Recorridos, determino a realização de novas eleições diretas para o governo do Estado do Tocantins”, diz o acórdão.

Enquanto não acontece às eleições, o presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse, assumirá como governador interino.

Marcelo Miranda (MDB) e a vice-governadora Cláudia Lelis (PV) foram cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico, abuso de poder político, abuso de autoridade e de captação ou gasto ilícito de recursos financeiros de campanha eleitoral.

A ação se refere ao episódio dos R$ 500 mil e de 4 kg de panfletos de campanha apreendidos em um avião em Piracanjuba (GO), durante o período de eleições em 2014.

VEJA TAMBÉM
Lei obriga empresas públicas a instalarem call center no Tocantins