Da Redação JM Notícia

Na manhã desta terça-feira (3) o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), irá renunciar o cargo para disputar as eleições para governador do Tocantins. Ao avaliar esses cinco anos na frente da capital, ele avaliou sua gestão como “eficiente que quebrou paradigmas”.

“Os resultados que obtivemos foram frutos da confiança da população, que entendeu o nosso propósito, dos servidores que encamparam e acreditaram nos objetivos e da equipe magnífica que, apesar de todas as dificuldades, conseguiu, com muito trabalho, inovação e comprometimento, fazer uma gestão eficiente e que quebrou paradigmas arcaicos da gestão pública em Palmas”, declarou Amastha.

Ao destacar quebra de paradigmas, Amastha se referiu a enfrentamentos que teve como prefeito nos campos político e de gestão. “Mudanças foram feitas para ajustar a máquina administrativa e setores sob a responsabilidade da Prefeitura que fizeram com que Palmas pudesse evoluir e ser destravada. Um exemplo: ao assumirmos, havia ‘postinhos’ de saúde em casas alugadas, com custos enormes. Nesses cinco anos de gestão, foram 20 novas unidades de saúde em locais adequados.

VEJA TAMBÉM
Vereador Filipe Martins esclarece virais sobre votação da LDO 2018

A educação de Palmas hoje é referência nacional. A iluminação pública foi modernizada, a pavimentação e a conservação das vias foram intensificada. E mais: a Capital cresceu graças ao turismo esportivo e de negócios, se transformou em pólo de saúde. Muitas empresas acreditaram na Capital e investiram aqui, gerando emprego e renda.

Outros projetos citados por ele foram: Palmas Solar e Habita Palmas se tornaram importantíssimos para que a capital desse, realmente, esse salto”, destacou. “Enfim, fico contente em ver que Palmas é hoje uma cidade organizada, limpa e bem cuidada, que respira esporte e bem-estar. E o melhor: a satisfação de ver que o palmense voltou a ter orgulho de dizer ‘sou palmense’”, finalizou.

Renúncia

Durante toda esta segunda-feira (2), o prefeito cumpriu agenda fazendo várias visitas a obras e reuniões com a equipe da gestão, compromissos que se extenderão até a noite.
Amanhã, às 8h45, ele fará uma cerimônia no Teatro Fernanda Montenegro, no Espaço Cultural, para renunciar o cargo e passar o controle da cidade para a vice-prefeita Cinthia Ribeiro.