Da Redação JM Notícia

O pastor Nigeriano entende que o dízimo do Novo Testamento não tem o peso da lei, como no Antigo Testamento

O pastor Sam Adeyemi, da igreja Daystar Christian, na Nigéria, declarou no Facebook que os cristãos não devem se sentir culpados por não darem o dízimos nas suas igrejas. A declaração causou grande repercussão no país e também no mundo, pois o pregador é conhecido como um dos pastores da Teologia da Prosperidade naquele país.

“Então eu digo novamente, o dízimo como praticado sob a Lei de Moisés como um regulamento expirou. Nenhum cristão deve se sentir culpado por não pagar o dízimo. Nenhum cristão deve ser feito para se sentir culpado por não pagar o dízimo”, escreveu ele.

A posição adotada por ele nesses dizeres é bem diferente da que ele vem pregando ao longo dos anos. Mas a declaração segue o que outros pregadores já vêm dizendo: que o dízimo do Antigo Testamento é diferente do dízimo do Novo Testamento, pois o primeiro está preso na lei de Moisés, e o segundo não traz esse peso da lei.

Tanto que o pastor utiliza um versículo do Novo Testamento para justificar a sua fala, citando Romanos 8: 1-4, sugerindo que a graça de Deus revelada em Jesus Cristo é o que liberta o cristão do jugo da lei, de forma que o cumprimento dos mandamentos descritos no Antigo Testamento devem ser feitos em consequência do amor a Cristo, e não por obrigação.

VEJA TAMBÉM
Maquininhas de cartão para dízimo trazem softwares especiais para gestão de igrejas

“Ninguém deve dizer a um cristão que para você ser aceito diante de Deus em primeiro lugar ou para que você seja justo você deve pagar seus dízimos. Quando Jesus disse que está terminado foi terminado. Não há nada que qualquer um pode acrescentar ao que Jesus fez para ser justificada diante de Deus . Tudo o que alguém precisa fazer agora para ser livre do pecado é orar e pedir perdão”, disse o pastor.