Bolsa Universitária é uma realidade para Palmas; parecer de Diogo Fernandes é aprovado

Na sessão ordinária de hoje, 10, o vereador Diogo Fernandes teve seu parecer aprovado na Câmara Municipal, com emenda do texto do Executivo para concessão de bolsas de estudos para estudantes que não tem a oportunidade de pagar pelo curso superior. Tendo em vista a pequena porcentagem de cidadãos que conseguem alcançar a graduação, o vereador pontuou como importante a iniciativa do poder público em fornecer as condições necessárias para melhorar este indicativo.

“Agora com a aprovação em plenário podemos começar a beneficiar esses jovens e adultos que sonham com um curso superior”, comemorou o vereador com a aprovação de seu parecer, “disponibilizar essas bolsas a tantos jovens que não tem perspectiva de uma formação profissional, será uma grande oportunidade para que possam receber o maior instrumento de desenvolvimento pessoal e consequentemente da nossa capital, que é o conhecimento”.

Fernandes alterou o texto do projeto para contemplar os estudantes de cursos de mensalidades mais altas com bolsas de R$1.500,00, direcionando estes recursos para centenas de futuros graduandos tocantinenses. O critério de seleção também foi alterado para assegurar maior transparência, agora o Projeto prevê beneficiar os selecionados a partir de suas notas obtidas no Exame Nacional de Ensino Médio, o ENEM.

VEJA TAMBÉM
Diogo Fernandes propõe audiência nas comissões para tratar sobre palestra de sexualidade em escola de Palmas

Na última semana, Diogo chegou a usar a tribuna para solicitar celeridade no processo de aprovação da emenda para que os parlamentares pudessem ter o PL colocado em pauta, com o próposito de ainda este ano ter alunos beneficiários da bolsa universitária nas faculdades de Palmas.

O vereador ainda no último ano apresentou requerimento para Projeto de Lei que oferece bolsas universitárias para cidadãos palmenses. A proposta de Diogo Fernandes consiste na oferta de bolsas de estudo por parte do Poder Executivo, enquanto os universitários bolsistas trabalham em regime de estágio no Paço Municipal em suas áreas de formação, promovendo novos cidadãos com nível superior, fomentando estes estudantes para que se profissionalizem e aprimorem o atendimento e prestação de serviço da Prefeitura.