Da Redação JM Notícia

Senadora Ana Amélia (PP-RS) critica vídeo de Gleisi Hoffmann para a TV Al Jazeera

Nesta quarta-feira (18) os senadores debateram sobre o vídeo divulgado na TV Al Jazeera onde a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) pede apoio da comunidade árabe para livrar o ex-presidente Lula da prisão.

A senadora Ana Amélia (PP-RS) subiu à tribuna para criticar a postura de Gleisi, dizendo que sua atitude viola a Lei de Segurança Nacional como lemos no Artigo 8º da Lei de Segurança Nacional, que diz: “aliciar indivíduos de outra Nação para que invadam o território brasileiro, seja qual for o motivo ou pretexto”.

“Nesse vídeo a presidente do PT faz uma exortação ao povo árabe, com afirmações graves, denegrindo a imagem do STF, do Ministério Público, atacando a imprensa do país, violando preceitos constitucionais e ignorando que estamos vivendo em um estado democrático de direito. Chegou ao cúmulo de dizer que nossa política externa é guiada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos”, disse Ana Amélia.

A senadora do PP ainda argumentou que o vídeo tinha como intenção pedir apoio do Exército islâmico para livrar Lula da cadeia. “Perderam o poder em 2016, o apoio popular na decretação da prisão de Lula e agora perdem a compostura ao atacar a Imprensa, o Judiciário, e o Ministério Público! É possível que queiram o apoio do Exército Islâmico para livrar Lula da cadeia”.

VEJA TAMBÉM
Sessão especial no Senado comemora 50 anos da Igreja Cristã Maranata

O senador Humberto Costa (PT-PE) defendeu a senadora Gleisi, que não estava na sessão, e pediu para que a Ana Amélia parasse de humilhar seu partido e voltasse a seguir “a bola linha do seu mandato”, no lugar de fazer ataques frontais ao PT e a Lula.

Em resposta, a senadora gaúcha destacou que sempre teve boa relação com ex-presidente Lula, desde quando era jornalista, e que ao contrário do que o PT esperava, o país não parou com a prisão do ex-presidente.

Gleisi se defende e fala em xenofobia

A senadora petista prontamente voltou ao plenário do Senado e pediu a palavra para se defender das palavras de Ana Amélia. A presidente do PT declarou que gravou vídeo para vários países pedindo ajuda internacional e que quem atrela o vídeo da Al Jazeera com o terrorismo demonstra xenofobia.

“O incômodo daquela senadora não foi com o conteúdo, mas com o veículo. Só pode ser por ignorância, preconceito e xenofobia com o povo árabe”, disse Gleisi.

A confusão generalizada no Senado envolveu outros senadores, José Medeiros (Podemos-MT), por exemplo, acredita que o vídeo de Gleisi foi uma “mensagem subliminar” aos fundamentalistas islâmicos e foi chamado de ignorante pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

VEJA TAMBÉM
Por voto evangélico, Haddad fala em Deus pela primeira vez na TV e ataca Bolsonaro

O líder do DEM, senador Ronaldo Caiado (GO), disse que o vídeo é uma “verdadeira afronta à soberania nacional” e um “crime de lesa-pátria”. O líder do DEM no Senado declarou ainda que o PT quer “lançar uma campanha mundial para tentar vitimizar o ex-presidente Lula” dizendo que tal atitude “é uma afronta ao Judiciário e à Procuradoria Geral da República”, além de ser uma afronta também “ao decoro do Senado Federal”.