Da Redação JM Notícia 

A Justiça de São José do Rio Preto (SP) autorizou a Santa Casa da cidade a fazer transfusão de sangue em um recém-nascido que está internado no hospital com hemorragia no estômago e anemia grave.

Os pais seguem a religião Testemunha de Jeová e tinham negado o procedimento por meio de uma carta onde a mãe declarava estar ciente de que todos os procedimentos foram feitos para salvarem seu filho, mas que não autorizava a transfusão de sangue. “Mesmo assim, sabendo de todos os riscos e gravidade, não autorizo as transfusões”, escreveu a mãe.

Diante da negativa, a Santa Casa entrou com um pedido de tutela antecipada alegando que a criança poderia morrer se não fizesse o procedimento. A Justiça autorizou o procedimento e o hospital realizou nesta terça-feira  (24). O bebê segue internado e seu quadro é grave, porém estável .

A religião Testemunha de Jeová não aceita a transfusão de sangue se baseando em versículos do Antigo Testamento que proíbem o consumo de sangue animal. Em casos de saúde, a Justiça muitas vezes intervém e autoriza os médicos a realizarem o procedimento, mesmo contrariando a vontade da família ou dos próprios pacientes.

VEJA TAMBÉM
Ex-presidente do TJ-TO será investigado pelo CNJ por suposta venda de sentença a suspeito de matar ciganos