Da Redação JM Notícia

Data antecede o feriado do Dia do Trabalho, que será marcado pela tradicional Corrida do Trabalhador, às 7 horas, na Via Lago

Foi publicado no Diário Oficial do Município da última quinta-feira, 26, o Decreto nº 081/2018, que institui ponto facultativo para os órgãos públicos municipais, na próxima segunda-feira, 30. A data antecede o feriado do Dia do Trabalho, 1º de maio.

No decreto, assinado pelo prefeito em exercício Fraudneis Fiomare Rosa, fica determinado que o ponto facultativo não se aplica às unidades e serviços considerados essenciais, que não podem ser paralisados ou interrompidos, como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA/24h), Hospital Municipal de Araguaína (HMA) Eduardo Medrado e Serviço Móvel de Urgência e Emergência (SAMU/192).

28ª Corrida do Trabalhador
No dia 1º de maio, terça-feira, às 7 horas, será realizada a 28ª Corrida de Rua do Trabalhador de Araguaína. Neste ano, a competição terá premiação total de R$ 18.800, sendo R$ 17.200 na prova principal e R$ 1.600 na prova infantil.

As inscrições continuam abertas até às 17 horas do dia 29, no site da Prefeitura de Araguaína ( www.araguaina.to.gov.br ). No momento da inscrição o atleta receberá o comprovante, mapa do trajeto, regulamento e deve preencher a declaração de responsabilidade e uso de imagem. Para os atletas mirins, a inscrição só será validada mediante a autorização dos pais ou responsáveis, com apresentação de documento que comprove ser seu responsável legal.

VEJA TAMBÉM
Valderez ganha quatro direitos de resposta, após afirmações inverídicas da coligação Araguaína Sem Parar

O congresso técnico referente à prova, em todas as categorias, será realizado a partir das 16 horas do dia 30, na Via Lago. Ao final do congresso serão entregues os kits prova aos participantes, mediante apresentação do comprovante de inscrição e documento de identificação. O atleta que não receber o seu kit estará excluído das premiações.

Dia do Trabalho
Desde o fim do século XIX, nos Estados Unidos, no Brasil e em vários outros países ocidentais, o dia 1º de maio é tido como o Dia do Trabalho ou o Dia do Trabalhador. A data foi escolhida em razão de uma onda de manifestações e conflitos violentos que se desencadeou a partir de uma greve geral. Essa greve paralisou os parques industriais da cidade de Chicago (EUA), no dia 1º de maio de 1886.

No caso específico do Brasil, a menção ao dia 1º de maio começou já na década de 1890, quando a República já estava instituída e começava um processo acentuado do desenvolvimento da indústria brasileira. Nas duas primeiras décadas do século XX, começaram a formar-se os movimentos de trabalhadores organizados, sobretudo em São Paulo e no Rio de janeiro.

VEJA TAMBÉM
Fraudneis Fiomare toma posse como prefeito de Araguaína

Em 1917, a cidade de São Paulo protagonizou uma das maiores greves gerais já registradas. A força que o movimento dos trabalhadores adquiriu era tamanha que, em 1925, o então presidente Arthur Bernardes acatou a sugestão de reservar o dia 1º de maio como Dia do Trabalho no Brasil. Dessa forma, desde esse ano o 1º de maio passou a ser feriado nacional.