Da Redação JM Notícia

Entre 2 de maio e 31 de agosto deste ano os funcionários públicos estaduais trabalharão com um carga horária reduzida de oito para seis horas diárias. A decisão do Governo do Tocantins foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira como forma de cortar os gastos.

A mudança de horário, porém, não vale para os servidores de hospitais, escolas, órgãos de atendimento ao público ou policiamento, profissionais que manterão seus plantões normalmente.

Com esta decisão, os funcionários públicos trabalharão das entre 8h e 14h, seguindo o mesmo estilo de alteração de carga horária já aplicados nos governos de Marcelo Miranda (MDB) e Carlos Gaguim (DEM).

Todos os anos o Estado do Tocantins gasta mais de 50% de suas receitas com o funcionalismo público, o que torno o estado um dos mais endividados em seus orçamentos, chegando a ter dificuldades de honrar o pagamento dos servidores.

A decisão tomada pelo governador interino Mauro Carlesse serve para ajustar os gastos do Estado até que um novo gestor assuma o controle do Estado. Como está proibido de contratar ou demitir funcionários, a redução do horário de trabalho foi a melhor maneira encontrada por Carlesse.