Da Redação JM Notícia

O Estado indiano de Uttarakhand, no norte da Índia, criou uma lei que está sendo chamada de ‘anti-conversão’ por ter como objetivo impedir que pessoas de outra religião tente converter uma pessoa sob pena de até 2 anos de prisão.

O objetivo é barrar o crescimento do cristianismo, religião que tem conquistado cada vez mais adeptos por conta dos projetos missionários.

A lei tem preocupado essas entidades, pois mesmo se chamando de “Lei da Liberdade Religiosa” o texto abre brechas para que qualquer convite para conhecer a religião, receber oração, entre outras ações pode ser considerado crime, o que impediria o trabalho missionário.

O governador de Uttarakhand, Krishna Kant Paul, assinou a lei e aguarda as medidas para oficializar o texto pelo Partido Nacionalista Hindu Bharatiya Janata. Outros sete Estados indianos já aprovaram leis semelhantes.

Contrária a esse tipo de lei, a Comissão dos EUA sobre Liberdade Religiosa Internacional já se manifestou e solicitou ao governo indiano a revogação das leis que podem ser usadas contra a liberdade religiosa dos cristãos no país, além de atingir outras minorias religiosas em uma país governado por hindus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here