Da Redação JM Notícia

Lula durante Missa realizada em frente ao Sindicato dos Metarlugicos do ABC, no sábado, 7 de abril, , Foto: THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Segundo a coluna de Mônica Bergamo da Folha de São Paulo, o ex-presidente Lula tem não está satisfeito com o que tem visto na TV e reclamou da quantidade de programas religiosos nesses canais. Com acesso à TV na sala onde está preso há 30 dias em Curitiba (PR), Lula só pode assistir os canais abertos que são SBT, Globo, Record, Rede TV!, Gazeta, Band e outros.

Com exceção da Globo e do SBT, todas as demais emissoras da TV aberta alugam parte de seus horários para igrejas evangélicas como a Igreja Universal do Reino de Deus, que é a denominação com maior quantidade de horários, a Igreja Internacional da Graça de Deus e outras que contratam principalmente as madrugadas ou as manhãs dos sábados.

Uma pesquisa antiga do jornalista Ricardo Feltrin, também da Folha, chegou a declarar que as igrejas mantinham pelo menos 140 horas semanais de programação na TV, locações essas que levam as emissoras a lucrarem mais de R$ 1 bilhão.

A exibição desses programas, porém, não desagradam apenas o ex-presidente condenado por corrupção passiva, mas outras autoridades e ativistas que declaram que a locação desses horários fere a Constituição Brasileira, pois as demais religiões não conseguem pagar para ter programas exibidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here